Agência Sorocaba de Notícias

SECOM

Secid faz reuniões em bairros mais vulneráveis para prevenção da Covid-19

12 de junho de 2020 12:00

Por: SECOM/SECID


A Secid (Secretaria da Cidadania) implantou um projeto para atender às regiões mais vulneráveis da cidade, realizando encontros com membros da sociedade, principalmente lideranças de bairros, e informar sobre como se prevenir da Covid-19. O trabalho também promove um levantamento da situação socioeconômica das famílias, caso alguma pessoa da casa contraia o coronavírus.

O secretário da Cidadania, Paulo Henrique Soranz, contou que o projeto foi idealizado pelas equipes da Proteção Social Básica e Divisão de Vigilância Socioassistencial da pasta e a equipe de Atenção Básica da Secretaria da Saúde. A chefe da Divisão de Vigilância Socioassistencial, Taline Libanio da Cruz,  explicou que já foram visitadas sete regiões, abrangendo as áreas dos doze CRAS (Centro de Referência de Assistência Social). Os encontros foram realizados no Jardim Ipiranga; Vitória Régia/Laranjeiras; João Romão; Nova Esperança, Aparecidinha/Brigadeiro Tobias/Cajuru e Ana Paula Eleutério (Habiteto) /Carandá.

“O objetivo central do projeto é envolver a comunidade e sensibilizar os trabalhadores e moradores do território a desenvolver ações de enfrentamento e prevenção à Covid, a curto prazo”, afirmou Taline. Conforme disse, são sugeridas ações relacionadas à garantia do isolamento social; uso de máscaras, orientações de higiene e etiqueta respiratória e identificação de famílias em situação de vulnerabilidade, bem como informar à população sobre onde ou quem buscar em caso de situações de agravamento das condições de saúde.

 Aceitação

Chefe de Divisão de Proteção Social Básica, Elisângela de Souza, reconhece que a aceitação tem sido muito positiva. A avaliação se baseia na participação de 228 nos sete encontros realizados e das quais  20% eram lideranças comunitárias. Além dos representantes da própria comunidade participaram agentes comunitários de saúde; coordenadores e técnicos das UBS (Unidades Básicas de Saúde); equipes dos CRAS, representantes de conselhos locais e de outras políticas públicas como educação e segurança pública.

O primeiro encontro foi realizado no dia 13 de maio na região do Ipiranga. De acordo com a dinâmica, cada território levanta suas propostas e o prazo para sua concretização é de 15 dias, quando é realizada nova reunião com a devolutiva no território.

Durante os encontros são apresentados vários dados, imagens e gráficos mostrando como está a pandemia do coronavírus em Sorocaba. A atenção básica da Secretaria da Saúde é responsável por alimentar a planilha de dados de síndrome gripal, bem como compartilhar o boletim da Vigilância Epidemiológica. A Divisão de Vigilância Socioassistencial da Secid fica com o  mapeamento, leitura e apresentação dos dados. As apresentações são atualizadas semanalmente.

Taline explica que são utilizados três mapas principais; o primeiro, dos casos confirmados de Covid-19, o segundo, com notificações da síndrome gripal e o terceiro, com informações sobre a busca por atendimento socioassistencial. “Um dado bastante importante, tem sido a identificação de pessoas que tiveram notificação de síndrome gripal e que residem em domicílios sem estrutura suficiente para um adequado isolamento domiciliar. Até o momento já identificamos 53 pessoas nessa situação. Caso tenham a testagem confirmada de COVID poderão precisar de acolhimento apropriado, pois residem em casas de, no máximo, dois cômodos com mais de três pessoas” relatou.

Até 17 de junho serão realizadas as reuniões de devolutiva em todos os territórios, mas alguns resultados já foram apresentados:

– Gravação de vídeo com lideranças do território Ipiranga para divulgar a prevenção do COVID;

– Ação de prevenção com jovens nas praças do João Romão e Vila Sabiá;

– Arrecadação de materiais de higiene e confecção de máscaras para doação à população dos territórios Laranjeiras; Vitória Régia; Paineiras e Ulysses Guimarães, Ana Paula Eleutério e Ipiranga;

– Circulação de carro de som nos bairros após articulação das lideranças incentivando o isolamento social;

– Alteração no horário e ampliação das atividades educativas transmitidas pela Secretaria da Educação na TV Câmara do Legislativo sorocabano;

Soranz reconhece que o trabalho em conjunto da Secid com a Saúde é fundamental para atender ás pessoas em vulnerabilidade. “Essa atenção, fazendo um mapeamento dos casos de Covid-19 e ações juntos à população, principalmente às lideranças de bairro, ajuda a prevenir o contágio e de identificarmos os setores mais vulneráveis em Sorocaba”, conclui.


Saiba mais