Agência Sorocaba de Notícias

SECOM

Sorocaba volta à Fase 1 – Vermelha e restringe funcionamento apenas de essenciais

19 de junho de 2020 20:06

Por:


A medida foi determinada pelos números de ocupação de leitos e óbitos Covid e será adotada por uma semana. Somente serviços essenciais poderão funcionar.

A alta taxa de ocupação de leitos de UTI e enfermagem nos hospitais locais e o crescente número de óbitos no município determinou, nesta sexta-feira (19), o retorno de Sorocaba à Fase 1, a área vermelha do Plano São Paulo. Sendo assim, e após dezesseis dias de flexibilização de serviços, com a retomada de parte da prestação de serviços  e comércios, a cidade volta a restringir o funcionamento de estabelecimentos.

Anunciada pela prefeita Jaqueline Coutinho, em coletiva de imprensa nesta tarde de sexta-feira (19), a medida começa a vigorar a partir da próxima segunda-feira (22). Só será permitida a abertura de empresas consideradas essências: farmácias; supermercados; postos de combustíveis; feiras-livres; padarias; distribuidoras de água e gás; pet shops; óticas,  lojas de autopeças e de material de construção e oficinas mecânicas. Indústrias, lotéricas e bancos também têm autorização de funcionamento.

“Fizemos tudo o que era possível, tudo o que estava ao alcance e competência do poder público. Com responsabilidade, coerência e firmeza. Infelizmente, a mesma população que clama por liberdade econômica não fez sua lição de casa”, lamentou a prefeita ao anunciar, também, que o serviço de fiscalização da Prefeitura de Sorocaba vai “endurecer”, já que o período de orientação já foi cumprido. “Vamos multar e cassar a licença daqueles que não cumprirem com o que está estabelecido”, categorizou Jaqueline.

Inicialmente, o período de fechamento do comércio não essencial dura uma semana, de 22 a 28 de junho. Nova avaliação da condição epidemiológica de Sorocaba, incluindo  a assistência médica à população, acontecerá na sexta-feira, dia 26, sob orientação da Secretaria da Saúde que vai monitorar a situação da Covid-19 na cidade. “Se percebermos que a taxa de leitos está sustentável e que não haverá risco de deixar pacientes sem cuidados, poderemos voltar à Fase 2, a laranja”, acentuou a prefeita.

Medidas

Jaqueline Coutinho abriu o encontro com a imprensa lembrando as medidas adotadas desde março para o combate à pandemia, como a entrega de mais de 30 mil cestas básicas à população em situação de vulnerabilidade social; o atendimento às pessoas em situação de rua; distribuição de máscaras, a criação do hospital de campanha e aumento de leitos, além de medidas de cunho econômico como prorrogação de pagamento de tributos, isenção de impostos e taxas.

Na próxima semana Sorocaba terá mais dez leitos de UTI na Santa Casa e outros cinco no Hospital Evangélico. A Prefeitura também está recebendo mais seis respiradores que irão para o Hospital de Campanha.


Saiba mais

Fotos

1 de outubro de 2020 12:11

22 de setembro de 2020 17:22

21 de setembro de 2020 12:02