Agência Sorocaba de Notícias

SECOM

Ampliação da ETE Pitico está na fase de escavações e concretagem de tanques

14 de outubro de 2020 12:34

Por: Carlos Lara - carloslara@saaesorocaba.sp.gov.br


Após a conclusão do projeto executivo, as intervenções para a ampliação e reforma da Estação de Tratamento de Esgoto Pitico (ETE Pitico) estão, atualmente, com a execução das escavações, fundações e concretagem dos novos tanques que vêm sendo implantados.

Colocada em operação em junho de 2009 e localizada na região do Parque São Bento, a ETE Pitico recebe e trata o esgoto gerado nos bairros localizados à esquerda da avenida Itavuvu e à direita da avenida Ipanema.

Conforme os projetos contratados pelo Serviço Autônomo de Água e Esgoto (Saae) de Sorocaba, as obras consistem no acréscimo de mais três linhas de tratamento à unidade, que se somarão às duas atualmente existentes.

Antes desta ampliação, a fase líquida da ETE Pitico contava com dois tanques de aeração, dois decantadores e dois adensadores. Com a ampliação em andamento serão anexados mais quatro tanques de aeração, outros três decantadores e três adensadores, além de uma nova estrutura de gradeamento e desarenação.

Já para a fase sólida, quando ocorre o processamento do lodo resultante do tratamento do esgoto, a unidade ganhará mais uma estrutura de desidratação e de inertização, para que esse material esteja em condições de ser transportado e depositado em aterro credenciado, seguindo as normas dos órgãos ambientais fiscalizadores.

A unidade também terá um reservatório elevado, de 88 mil litros, que vai armazenar água potável e de reuso resultante do tratamento de esgoto e necessária para utilização em algumas operações dentro da ETE.


Além da ampliação das linhas de tratamento, a ETE Pitico também receberá reformas e adequações nas estruturas originais, como na calha parshall e nas caixas de distribuição de esgoto. Atualmente, a ETE Pitico possui uma vazão de 251 litros por segundo e com a ampliação a unidade passará a ter capacidade para tratar 375 litros de esgoto por segundo, representando uma ampliação de quase 50%.

 

Eficiência


As intervenções na unidade serão fundamentais  também para que a sua eficiência de tratamento seja mantida e ampliada. 
Na última inspeção realizada pela agência reguladora e fiscalizadora do Saae/Sorocaba, a ARES-PCJ, em março deste ano, foi constatado que a ETE Pitico remove 95,8% de toda a carga orgânica presente no esgoto que recebe. De acordo com os órgãos ambientais, essa eficiência precisa ser de no mínimo 80%.


Sem produtos químicos


O processo de tratamento empregado na ETE Pitico não utiliza produtos químicos em sua fase líquida. O sistema utilizado é o biológico, por meio do qual a matéria orgânica presente nos efluentes é degradada e digerida por microrganismos, a partir de condições que são criadas para a sua proliferação dentro dos tanques, a base de oxigenação , num processo aeróbio.

Além desta unidade, Sorocaba conta atualmente com outras sete ETEs em operação: S-1; S-2, Itanguá, Aparecidinha, Carandá, Ipaneminha e Quintais do Imperador.


Saiba mais

Fotos

2 de outubro de 2020 11:10

1 de outubro de 2020 12:11

22 de setembro de 2020 17:22