Agência Sorocaba de Notícias

SECOM

Defesa Civil é de novo mobilizada após outro incêndio no Carandá

8 de janeiro de 2021 19:01

Por: Eduardo Santinon


A Defesa Civil de Sorocaba foi mobilizada para atuar, na tarde desta sexta-feira (8), em uma nova ocorrência de incêndio no mesmo apartamento que, pela manhã, havia sido destruído pelas chamas no Residencial Carandá, na Zona Norte de Sorocaba. O Corpo de Bombeiros mais uma vez combateu as chamas. Como a Defesa Civil tinha interditado o imóvel após o primeiro incidente, não havia pessoas no local.

O incêndio aconteceu no apartamento 401B, no quarto andar de um dos blocos do condomínio Aroeira. A Defesa Civil informou que um engenheiro da Administração Municipal fez vistoria no imóvel, após o primeiro incêndio e constatou o comprometimento das instalações elétricas.

Após o segundo incêndio, a Defesa Civil não identificou comprometimento dos apartamentos ao lado daquele que se incendiou, bem como na estrutura do prédio, que se manteve intacta. A Defesa Civil informou que uma nova vistoria será feita no local, assim que a temperatura dentro do imóvel não ofereça riscos. A causa do acidente está sendo apurada pela Polícia Civil.

No local, morava um casal com os três filhos, de 10, 8 e 5 anos de idade, que estão na casa de parentes. A Prefeitura de Sorocaba presta apoio a eles e entregou colchões e mantimentos. A Secretaria da Cidadania ainda estuda uma maneira legal de atender a família, que não tem mais local para morar.

 

Pela manhã

O prefeito Rodrigo Manga e o secretário da Cidadania, Clayton Lustosa, estiveram no local pela manhã, para se solidarizar com as vítimas e garantir o respaldo necessário para a segurança e o bem-estar das vítimas, que saíram ilesas. Manga adiantou que tanto a Secretaria da Cidadania (Secid) como o Fundo Social de Solidariedade (FSS) estão mobilizados para dar todo o suporte ao caso. Além do apoio psicológico à família, o Poder Público irá mobilizar a iniciativa privada para conseguir a reforma do apartamento.

No momento do primeiro incêndio, pela manhã, três crianças estavam sozinhas na moradia e foram socorridas por vizinhos. Uma delas, de 10 anos, inalou mais fumaça. Ela passava bem, mesmo assim foi levada à Unidade Básica de Saúde (UBS) Carandá, onde recebeu oxigênio e, depois, à unidade Pré-Hospitalar (UPH) Zona Norte, para realização de raio-x.


Saiba mais