Agência Sorocaba de Notícias

SECOM

Em 2020, Prefeitura economiza quase 90% do que foi gasto com o Carnaval em 2019

19 de fevereiro de 2020 16:47

Por: Renato Monteiro


Foto panorâmica do Paço Municipal ao fundo. A frente, flores laranjas e amarelas.

A Prefeitura de Sorocaba, por meio da Secretaria da Cultura (Secult), vai investir pouco mais de R$ 87 mil na realização das atividades do Carnaval de 2020. Esse valor equivale a 11,1% daquilo que foi gasto no ano passado com o carnaval de rua, quando foram aplicados quase R$ 790 mil em recursos públicos, nos dias da folia. Embora o investimento do dinheiro público neste ano esteja bem abaixo daquilo que foi gasto nos anos anteriores, Sorocaba terá mais de vinte atividades organizadas pela Secult em diversos bairros. E isso sem contar a participação dos blocos organizados, que terão apoio logístico do poder público.
A proposta da Secretaria da Cultura foi a de espalhar atividades carnavalescas em diversos pontos da cidade, envolvendo públicos diferentes para aproveitar a festa popular. Sem grandes aportes de dinheiro público, o evento terá bailes; oficinas de máscaras; apresentações de marchinhas; Carnateca; Batucada Groove e Rock Folia, além de eventos em bairros e terminais de ônibus, entre outros. A programação completa está disponível no portal de notícias da Prefeitura de Sorocaba (noticias.sorocaba.sp.gov.br).
Este ano, serão investidos exatos R$ 87.849,46 no carnaval. No ano passado, os gastos da Prefeitura com a festa chegaram a R$ 788.428,21. Um ano antes, em 2018, o dinheiro público aplicado no carnaval foi de R$ 682.981,10 e em 2017, as despesas com o evento somaram R$ 169.048,39.
Em 2016 a cidade não celebrou a festa e, mesmo assim, houve um gasto de R$ 10.812,00 com algumas atividades. Antes disso, nos anos de 2013 e 2014, os gastos superaram a casa dos R$ 500 mil e, em 2015, quase chegaram aos R$ 800 mil. De acordo com a Secult, as despesas relacionadas aos eventos de carnaval envolvem a estrutura de palco; som; arquibancadas; iluminação; fechamento da avenida; banheiros químicos, tendas, contratação de artistas, etc.


Saiba mais