Agência Sorocaba de Notícias

SECOM

Novo Boletim Epidemiológico traz mapa de calor dos casos confirmados de Covid-19

19 de maio de 2020 18:04

Por: Marcelo de Almeida Júnior - marcalmeida@sorocaba.sp.gov.br


Documento também informa a atualização dos casos de dengue em Sorocaba

Com o objetivo de analisar de forma técnica os casos da Covid-19 e de doenças como a dengue; chikungunya, zika e febre amarela, as denominadas arboviroses, a Prefeitura de Sorocaba divulga nesta terça-feira (19) seu 14º Boletim Epidemiológico. O documento elaborado pela Vigilância em Saúde, da Secretaria da Saúde (SES), traz uma novidade em sua nova edição, um mapa de calor dos casos confirmados de Covid-19 por bairros da cidade.

Segundo a SES, o boletim já trazia a ilustração do mapa de calor em suas duas últimas edições, porém, dessa vez, o mapa sinaliza os bairros das 32 Unidades Básicas de Saúde (UBSs) que são referência para situar geograficamente os casos. Vale ressaltar que cada UBS abrange os bairros vizinhos.

A importância do mapa de calor (geoprocessamento) é levantar as regiões com mais casos. Dessa forma, esses locais são fiscalizados para averiguar a aglomeração de pessoas. Se houver aglomeração, a equipe da Visa (Vigilância Sanitária) reforça orientações sobre as medidas restritivas de combate ao novo coronavírus. É uma forma de conscientizar e sensibilizar a população para evitar a propagação do vírus na cidade.

O documento também traz um gráfico da faixa etária dos casos confirmados do novo coronavírus. Segundo o boletim, a faixa etária com maior índice de casos é a de 30 a 39 anos. Em seguida, 40 a 49 anos e em terceiro, a faixa de 70 a 79 anos. Em relação aos 29 óbitos confirmados com a doença, a idade média das vítimas foi de 70 anos, sendo 83% homens e 17% mulheres. Do total das mortes, 66% dos pacientes possuíam comorbidades.

Casos de dengue

Segundo a Secretaria da Saúde (SES), Sorocaba registrou 1.657 casos confirmados de dengue (1.537 autóctones, 97 importados e 23 indeterminados) e 12 de chikungunya (10 autóctones e dois importados). Nenhum caso de zika e febre amarela foi registrado. Houve apenas uma morte registrada por conta da dengue neste ano.

As regiões com maior número de casos ficam na área de abrangência das Unidades Básicas de Saúde (UBSs) dos bairros Jardim Rodrigo, Parque São Bento, Wanel Ville e Nova Esperança.


Saiba mais

Fotos

22 de setembro de 2020 17:22

21 de setembro de 2020 12:02