Agência Sorocaba de Notícias

SECOM

Palestra com especialista de ONG internacional levou conceitos práticos sobre maus-tratos a animais

18 de fevereiro de 2020 17:57

Por: Mariana Campos - macampos@sorocaba.sp.gov.br


Com o objetivo de abordar a questão do bem-estar animal e levar ao público conceitos práticos sobre o que é crueldade, abuso e maus-tratos a animais, apresentando um protocolo para atender essas situações na cidade, a Prefeitura de Sorocaba, por meio da Secretaria do Meio Ambiente e Sustentabilidade (Sema), promoveu nesta terça-feira (18) a palestra “Bem-Estar Animal – Responsabilidade de Todos”, com a médica veterinária Rosângela Ribeiro, da ONG World Animal Protection, no Centro de Referência em Educação (CRE). Em torno de 70 pessoas participaram da capacitação gratuita.

O secretário do Meio Ambiente, Maurício Tavares da Mota, destacou o trabalho que a Prefeitura de Sorocaba vem realizando pela causa animal nos últimos seis meses, como a criação do Banco de Ração, a ampliação da castração, o credenciamento de ONGs e protetores de animais, a criação do evento “Sorocaba Abraça os Animais” para incentivar a adoção de animais adultos do abrigo, entre outras ações importantes. “Isso nos orgulha muito e fizemos tudo de forma participativa, junto com o Conselho Municipal de Proteção e Bem-Estar Animal. São políticas públicas sólidas para o município”, enfatizou Maurício.

Na palestra, a especialista abordou a responsabilidade de todos na causa, tratando do papel das ONGs, do governo e dos cidadãos, e falou sobre o manejo de populações de cães e gatos, tratando dos benefícios da relação entre o ser humano e os animais, a importância da castração e da microchipagem e da educação ambiental. “O resultado de ensinar as crianças a serem gentis com os animais hoje é que daqui 10 anos teremos menos casos de maus-tratos”, afirmou Rosangela.

Outro assunto foi a educação em guarda responsável. “É muito importante que as pessoas priorizem a adoção. Os animais são seres sencientes e não mercadorias e infelizmente hoje existe um comércio inescrupuloso ao mesmo tempo em que há milhares de cães e gatos em abrigos em todo o Brasil”, salientou a médica veterinária.

Ela também tratou da questão de maus-tratos falando quais os tipos de violência, desde a institucionalizada, como os experimentos com animais, vestuário, criação de animais para alimentação, até os rodeios, rinhas, tortura e abuso contra animais. Segundo ela, 85% dos casos de maus-tratos contra animais ocorre por falta de informação e falta de recurso.

Rosangela também esclareceu sobre a questão dos acumuladores, que é um problema social que existe hoje nas cidades brasileiras. De acordo com ela, o que identifica um acumulador não é o número de animais que ele possui, mas as condições em que vivem esses animais. “Posso ter 100 animais e não ser uma acumuladora e posso ter 10 e ser”, explicou. Para finalizar, ela apresentou ao público um protocolo de Perícia em Bem-Estar Animal, desenvolvido pela Universidade Federal do Paraná (UFPR) e tirou as principais dúvidas do grupo.

Martiniana Toyuko Fernandes, da entidade Gamah (Grupo de Amparo ao Melhor Amigo do Homem (Gamah) de Sorocaba), foi uma das participantes do evento e achou a experiência incrível. “Foi muito esclarecedora, proveitosa, fiquei até emocionada em alguns momentos. Vai nos ajudar em todo o trabalho que realizamos, mas principalmente na questão do resgate de animais”, afirmou.

Participaram da palestra funcionários da Secretaria do Meio Ambiente, Guarda Civil Municipal, Urbes – Trânsito e Transportes, Câmara Municipal, além da Polícia Ambiental, Conselho Municipal de Proteção e Bem-Estar Animal, entidades e protetores de animais de Sorocaba.

Sobre a palestrante

Rosangela Ribeiro atua como gerente de Programas Veterinários da World Animal Protection, coordenando os programas de Gerenciamento Humanitário de Populações Caninas e Felinas, Manejo de Animais em Desastres e Educação em Bem-estar Animal. A ONG internacional é formada por mais de 370 colaboradores em 14 países, que atuam com governos, instituições internacionais e empresas com o objetivo de melhorar a vida de milhares de animais ao redor do mundo.

A palestrante é graduada em Medicina Veterinária e Zootecnia pela USP, com especialização em Bem-Estar Animal pelo Cambridge E-Learning Institute e em Bioética pela USP, e Mestre em Ciências Veterinárias pela USP. É membro das Comissões de Ética ao Uso de Animais (CEUA) da Unifesp e da FMU, da Comissão de Bem-estar Animal do CRMV-SP desde 2017 e foi membro da Comissão de Bem-estar Animal do Conselho Federal de Med. Veterinária (COBEA – CFMV) em 2018 e 2019.


Saiba mais