Agência Sorocaba de Notícias

SECOM

Prefeita conhece ações da CUFA e vislumbra parceria com a entidade

30 de julho de 2020 17:46

Por: Secom / Secid


A prefeita Jaqueline Coutinho, acompanhada do secretário da Cidadania, Paulo Henrique Soranz, se reuniu na manhã desta quinta-feira (30) com representantes da Central Única de Favelas (CUFA) para conhecer o trabalho realizado pela entidade em Sorocaba e, a partir daí, buscar construir uma parceria.

A CUFA atua junto aos moradores das favelas com projetos de valorização á cultura e esporte, além de pensar a atuação das mulheres nas comunidades. De acordo com a presidente da CUFA Sorocaba, Adriana Martin, são ações de nível nacional, como o “Mães da Favela” que atende a cerca de 98 mil mulheres com uma bolsa mensal de R$ 240,00, o “Taça das Favelas”, um campeonato de futebol cujo objetivo é resgatar jovens de 14 a 17 anos através do esporte ou, ainda, o “Comunidade Door” onde os moradores e os líderes recebem um auxílio ao pendurar uma placa de publicidade em suas casas, mobilizando o comércio local e ajudando aos moradores.

Ao saber das ações que vêm sendo desenvolvidas neste período de pandemia, Jaqueline Coutinho vislumbrou a possibilidade de um trabalho em conjunto com a Prefeitura de Sorocaba pensando na proteção da mulher e no combate à violência doméstica. Neste sentido, Soranz comentou acerca de instrumentos dos quais a Central Única lança mão para acessar com mais facilidade seu público: “O esporte e a cultura têm conseguido acessar mais e permitir uma maior assimilação das ideias por parte das comunidades”, acentuou.

Assentindo quanto a uma parceria, Adriana ainda destacou a importância de se planejar o que será feito para cuidar das crianças cujas mães estão voltando ao trabalho e não têm onde deixá-las. Também falou sobre a preocupação com a autoestima da mulher na favela, citando a criação de um kit de higiene pessoal e cosmético para as mulheres. “Trabalhar a autoestima da mulher é importante para que ela se sinta mais fortalecida e, assim, ficar menos suscetível à violência doméstica. Ela se torna protagonista de sua própria vida.” Acrescentou Jaqueline.

Sorocaba conta com a parceria entre a CUFA, os CRAS, e entidades assistenciais, formando dessa forma, uma rede de assistência às comunidades. O secretário Paulo Soranz afirmou: “A CUFA tem a vocação de utilizar cultura e esporte, junto com a assistência social, para criar potência nas favelas, em vez de reprimir. Ela serve e tem um papel fundamental na sociedade”.

O encontro teve, também, a participação do representante da CUFA do Estado de São Paulo, Marcivon Barreto, representante da CUFA do Estado de SP.


Saiba mais