Agência Sorocaba de Notícias

SECOM

Prefeitura de Sorocaba presta apoio à família vítima de incêndio no Carandá

8 de janeiro de 2021 12:06

Por: Eduardo Santinon (esantinon@sorocaba.sp.gov.br)


A Prefeitura de Sorocaba está prestando apoio à família que teve o apartamento destruído por incêndio na manhã desta sexta-feira (8), no Residencial Carandá, Zona Norte de Sorocaba. O prefeito Rodrigo Manga, o secretário da Cidadania Clayton Lustosa e uma equipe da Defesa Civil estiveram no local para se solidarizar com as vítimas e garantir o respaldo necessário para a segurança e o bem-estar das vítimas, que saíram ilesas.

O Corpo de Bombeiros fez o combate às chamas, porém o fogo destruiu completamente o apartamento 401B, no quarto andar de um dos blocos do condomínio Aroeira. No local, morava um casal com os três filhos, de 10, 8 e 5 anos de idade.

No momento do incêndio, as crianças estavam sozinhas na moradia e foram socorridas por vizinhos. Uma delas, a de 10 anos, inalou mais fumaça. Ela passava bem, mesmo assim foi levada à Unidade Básica de Saúde (UBS) Carandá, onde recebeu oxigênio e, depois, à unidade Pré-Hospitalar (UPH) Zona Norte, para realização de raio-x.

Devido aos estragos provocados e o risco aos moradores, a Defesa Civil, da Secretaria de Segurança Urbana (Sesu), precisou interditar o apartamento destruído pelo fogo. As unidades vizinhas, no mesmo andar, bem como a estrutura do prédio não ficaram comprometidas. A causa do acidente está sendo apurada pela Polícia Civil.

O prefeito Rodrigo Manga adiantou que tanto a Secretaria da Cidadania (Secid) e o Fundo Social de Solidariedade (FSS) já estão mobilizados para dar todo o suporte ao caso. “O incêndio foi um fato lamentável, mas felizmente as vítimas passam bem. A Prefeitura, inclusive, além do apoio psicológico à família, irá mobilizar a iniciativa privada para conseguir a reforma do apartamento. Nessas horas de dor, a união de forças é fundamental para resgatar a dignidade dessa família”, pontuou.

O secretário da Cidadania adiantou que a pasta está dando toda a assistência à vítima. “Um engenheiro do Poder Público foi destacado para fazer nova avaliação do imóvel e definiremos de que forma legalmente atenderemos essa família, que não tem mais local para morar. Em um primeiro momento, as vítimas ficarão na casa de familiares”, comentou.

A família tinha um gato de estimação, que precisou de cuidados veterinários. Um profissional ligado à Secretaria do Meio Ambiente (Sema) também foi destacado para atender essa ocorrência.


Saiba mais