Agência Sorocaba de Notícias

SECOM

Secretaria da Saúde alerta sobre a circulação do vírus Dengue tipo 2 em Sorocaba

20 de janeiro de 2020 18:07

Por: Marcelo de Almeida Júnior - marcalmeida@sorocaba.sp.gov.br


A Secretaria da Saúde (SES) da Prefeitura de Sorocaba, por meio da Divisão de Vigilância Epidemiológica e Zoonoses, identificou em janeiro deste ano, a circulação do vírus da Dengue tipo 2 em um caso importado da cidade de Iperó. Porém, o paciente identificado trabalha diariamente em Sorocaba.

Esta situação ocorre, pois o bairro George Oetterer de Iperó vive um surto de dengue neste início de ano. Devido à proximidade e o alto fluxo de pessoas entre os municípios, a previsão é que uma rápida transmissão na cidade de Sorocaba ocorra nos próximos dias pela alta infestação do mosquito vetor neste período de calor e chuvas.

O sorotipo de Dengue que circulou na grande epidemia do ano de 2015 foi o tipo 1. A imunidade ao vírus da Dengue é sorotipo dependente, portanto, as pessoas que tiveram a doença em 2015 poderão ter novamente em 2020 pelo vírus tipo 2.

Segundo a chefe da Divisão de Zoonoses, Thais Buti, uma segunda infecção da dengue pode levar ao agravamento dos sintomas, com risco maior de óbitos. “Alertamos também à população para não deixar água parada nos seus imóveis, e nem recipientes expostos à chuva no quintal”, orienta. Thais destaca que atualmente, os bairros de Sorocaba com maior circulação do vírus da dengue atualmente são: Carandá, Lopes de Oliveira, Cidade Jardim e Vila Angélica.

Para lidar com o problema, foram intensificadas ações de remoção e tratamento de criadouros nestes bairros e na divisa com o município de Iperó nas últimas semanas, com trabalhos aos sábados e atividades de arrastão para retirada massiva de criadouros das áreas de risco. Também está em execução a Avaliação de Densidade Larvária (ADL), para identificar as áreas com maior infestação do mosquito vetor.

Inseticida para o combate do mosquito

De acordo com o Ministério da Saúde, órgão responsável pelo repasse do inseticida para combater o mosquito Aedes aegypti, a previsão de chegada do venenoé para o mês de fevereiro. O inseticida é utilizado para eliminar a fase adulta do mosquito, por meio da nebulização com equipamento acoplado a veículo, o famoso “carro fumacê”.

Programação de trabalho da Zoonoses

Nesta semana, a Zoonoses está realizando as atividades de prevenção da Dengue nos

seguintes bairros:

– Cidade Jardim

– Maria Antônia Prado

– Lopes de Oliveira

– Maria Eugênia

– Vila Barão

– Vila Hortência

– Vila Sabiá

– Parque São Bento

– Vivendas do Lago

O levantamento larvário é distribuído pela cidade toda, de forma amostral. Este cronograma é passível de alterações conforme entrada de novos casos.

Alerta de sintomas

Caso o cidadão apresente algum destes sintomas: febre alta; dores no corpo; dor de cabeça; manchas vermelhas pelo corpo; dores nas juntas; dor atrás dos olhos e náusea/vômito, é importante que procure imediatamente uma unidade de saúde para atendimento e que evite a automedicação, pois a dengue mata.

Se a pessoa já estiver com suspeita de dengue, deve ficar atenta aos sinais de alerta: dor abdominal intensa e contínua; vômitos persistentes; acúmulo de líquido (no abdômen, pulmão e coração); sangramentos (de gengiva, nariz, no vômito/fezes, aumento da menstruação); dificuldade para respirar; cansaço ou irritabilidade; hipotensão postural e diminuição da urina.


Saiba mais