Agência Sorocaba de Notícias

SECOM

Urbes constata queda de 18% na quantidade de passageiros e mantém frota em 100%

26 de março de 2021 11:28

Por: Eduardo Santinon (esantinon@sorocaba.sp.gov.br)


 

A Prefeitura de Sorocaba, por meio da Urbes – Trânsito e Transporte, constatou uma redução de 18% na quantidade de passageiros transportados na última semana, em relação à anterior, e vai continuar mantendo a frota do transporte público coletivo operando em 100% da capacidade, como forma de evitar aglomerações.

Entre os dias 8 e 12 de março, enquanto vigorava a fase vermelha do Plano São Paulo de combate à Covid-19, a Urbes registrou uma média diária de 87.778 passageiros transportados. Na semana seguinte, de 15 a 19, exatamente quando as normas da fase mais restritiva do Plano começaram a valer, a média caiu para 71.978 passageiros por dia. Ou seja, 15.800 a menos ao dia, num intervalo de uma semana.

“Esperávamos essa redução, devido às restrições mais rígidas do Estado quanto ao funcionamento do comércio e de cumprimento do isolamento social. Outro ponto é que muitas empresas ainda colocaram funcionários para trabalhar em casa, que deixaram de se locomover”, destaca o diretor-presidente da Urbes, Luiz Carlos Siqueira Franquim.

Apesar da redução na quantidade de passageiros transportados, a Urbes constatou que o horário de maior demanda mantém-se das 6h às 7h. Houve ainda um crescimento de 21% no horário das 4h às 5h e de 10%, no das 5h às 6h. Para o presidente da Urbes, essa variação também podem estar relacionada ao escalonamento proposto pelo Plano São Paulo para entrada de funcionários nas empresas.

 

Frota

“Apesar disso, como forma de evitar aglomerações, a Administração Municipal decidiu manter todos os 331 ônibus operando normalmente. Mais ônibus e menos passageiros, significam menos aglomeração, indiscutivelmente”, complementa Franchim. Destes, 31 ônibus foram acrescidos à frota do transporte público neste ano.

O monitoramento das linhas de maior fluxo de usuários do transporte público é feito diariamente e intervenções e melhorias têm sido feitas constantemente para evitar lotações. Com as ações realizadas pela Urbes desde o início do ano, 50 das 111 linhas em operação já foram atendidas com a criação de mais viagens ao dia ou ampliação de itinerários. O objetivo é evitar aglomerações, seja nos horários de pico ou de entrepico de movimento.

As mudanças feitas até o momento já garantiram mais 3.300 lugares disponíveis e a criação de 1.441 novas viagens, o que aumentou a capacidade de transporte em 86.460 passageiros. “Queremos garantir a devida locomoção dos usuários do sistema, com o menor risco de disseminação da Covid-19”, complementa o diretor-presidente da Urbes.

 

Prevenção e higienização

Para minimizar o risco de contaminação, os ônibus do transporte público passam por processo de higienização antes de sair da garagem e no decorrer das viagens, antes da entrada dos passageiros. A limpeza ocorre, sobretudo, nas barras onde as pessoas colocam as mãos, nos encostos dos bancos e nos corrimãos.

Nos terminais, a Urbes reforçou a limpeza das catracas de acesso, além dos banheiros, portas, maçanetas, pias e torneiras. Recipientes com álcool em gel também estão disponíveis em diferentes pontos, para que o usuário do sistema faça a sua própria desinfecção.

A radiação ultravioleta é outro método de descontaminação, neste caso adotado especificamente nos ônibus que integram o sistema BRT. O transporte coletivo, desde o dia 26 de janeiro, ainda conta com a operação de quatro ônibus equipados internamente com um revestimento antiviral e antibacteriana, inclusive contra a Covid-19. Trata-se de uma parceria com a empresa ChromaLíquido Soluções Tecnológicas.

Somando a todas essas medidas adotadas, a Urbes  reforça aos usuários a obrigatoriedade da adoção das medidas sanitárias pessoais, como o uso de máscara de proteção e álcool em gel.


Saiba mais