Agência Sorocaba de Notícias

SECOM

Urbes e Semob homenageiam mulheres que fazem parte do trânsito e do transporte

8 de março de 2020 14:06

Por: Thais Marcolino (programa de estágio) | Supervisão: Fabiana Sorrilha, Virgínia Valio (programa de estágio - supervisão: Fabiana Sorrilha), Vivian Piloto (programa de estágio - supervisão: Fabiana Sorrilha)


No Dia Internacional da Mulher, lembrado neste domingo, dia 8 de março, a Urbes – Trânsito e Transportes e a Secretaria de Mobilidade e Desenvolvimento Estratégico (Semob) prestam homenagem às mulheres de Sorocaba, especialmente àquelas que de alguma forma estão inseridas no trânsito e no transporte da cidade. 

Para isso, um vídeo foi divulgado nas redes sociais e chama a atenção para a diferença entre as mulheres, com suas particularidades, suas lutas e suas conquistas.

Produzido pelo setor de Comunicação, o vídeo mostra personagens femininas do cotidiano, que romperam barreiras na profissão e na vida. Ele pode ser visto clicando aqui.

Mulheres e transporte coletivo

Fábia Ribeiro, 34, motorista da Consor há dois anos e Daniele Moreira, 36, motorista da STU há quatro anos representam as cerca de 30 motoristas que não desistiram de seus sonhos e enfrentaram qualquer tipo de preconceito.

Incentivadas desde cedo por seus pais para nunca desistiram de seus sonhos e serem independentes, percorreram várias funções como de limpeza, agente de bordo, fiscalização, entre outros, até chegarem no cargo atual de motorista de transporte coletivo.

Realizando as viagens na linha 16 – Angélica, Fábia conta que as passageiras, principalmente, se sentem representadas e felizes ao ver uma mulher dirigindo. “Nossa, é uma mulher! São o nosso orgulho”, conta.

O cuidado e a paciência com os passageiros é reflexo do trabalho de Daniele Moreira. Em uma das viagens da linha 72 – Cidade Universitária no mês passado, uma senhora com deficiência de locomoção, foi auxiliada pela motorista e agradeceu de forma emocionante. “Isso ficou muito marcado em mim, porque tive a certeza de que estou no caminho certo e estou fazendo a minha parte, ajudando quem eu posso.”

Muitas pessoas acreditam que dirigir veículos grandes, como ônibus, é um trabalho difícil, mas as motoristas contam que não, pelo contrário, é mais fácil. “Todas nós podemos dirigir um ônibus. Não é uma profissão masculina, basta ter vontade e se esforçar”, finaliza Fábia Ribeiro.

A mulher e a bicicleta

Exemplo de grandeza e coragem é a dona Francisca Matavelli, que mostra que não existe idade para andar de bicicleta. São 74 anos de experiências e histórias. A prática da atividade física no Parque dos Espanhóis, proporcionou à dona Francisca mais autoestima, confiança e motivação em seu dia a dia.

A condutora escolar

Essa é a Rosana Pelegrinelli. Condutora escolar há 14 anos, ela atende crianças de escolas como o Eneas, Ezequiel, Maylasky, entre outras. Acorda todos os dias às 5 horas da manhã e busca o primeiro aluno às 6 horas. Ela dirige em média 135 km por dia com intervalos entre as manhãs e tardes. Rosana faz parte das 214 mulheres que trabalham como condutoras escolares em nossa cidade e que são exemplo de responsabilidade, comprometimento e amor.

A agente de trânsito

Uma agente de trânsito da Urbes atua em diversas frentes como fiscalizar o trafego de veículos, evitando assim possíveis acidentes e engarrafamentos, participar de ações que visam conscientizar a população, fiscalizar as câmeras de videomonitoramento distribuídas pela cidade, como também verificar as infrações denunciadas através do WhatsApp Denúncia da Urbes.

A importância desses profissionais para a segurança e fluidez do trânsito de nossa cidade é inquestionável, e levando em conta a proximidade da data de 8 março, que marca o Dia Internacional da Mulher, Vânia da Silva, de 43 anos contou um pouco da sua experiência como mulher atuando nesta profissão. 


Saiba mais

Fotos

1 de outubro de 2020 12:11

22 de setembro de 2020 17:22

21 de setembro de 2020 12:02