Agência Sorocaba de Notícias

SECOM

Comitê Municipal sobre Mudanças Climáticas se reúne pela primeira vez em Sorocaba

12 de março de 2020 17:30

Por: Mariana Campos - macampos@sorocaba.sp.gov.br



O Comitê Municipal sobre Mudanças Climáticas (COMCLIMA) se reuniu pela primeira vez na tarde desta quinta-feira (12) no Jardim Botânico “Irmãos Villas-Bôas” e contou com a presença do secretário do Meio Ambiente e Sustentabilidade (Sema), Maurício Tavares da Mota, e de 10 instituições do poder público e da sociedade civil.

O encontro marcou o Dia Nacional da Conscientização sobre Mudanças Climáticas (16 de março) e antecedeu o 2º Fórum Regional de Mudanças Climáticas, que ocorrerá na próxima quarta-feira (18), das 8h às 16h, no Núcleo ETC da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar) campus Sorocaba, realizado pela Sema em parceria com a Secretaria de Relações Institucionais e Metropolitana (Serim) e a UFSCar.

Instituído pelo decreto municipal nº 24.515, de 22 de janeiro de 2019, com representantes do poder público e da sociedade civil, o comitê tem caráter consultivo, com o objetivo de acompanhar a implantação e fiscalizar a execução da Política Municipal sobre Mudanças Climáticas (PMMC), mobilizando a sociedade e o governo municipal para o debate e tomada de posição sobre os problemas decorrentes da mudança do clima, aportando conhecimento, visões e perspectivas intersetoriais à formulação e implementação de políticas públicas, planos e estratégias que promovam a sustentabilidade.

Durante a reunião, a Secretaria do Meio Ambiente apresentou a PMMC e as demandas da cidade para 2020, como por exemplo, a divulgação do segundo Inventário de Gases do Efeito Estufa (GEE), a projeção de cenários de emissões de GEE até 2050 e a análise de risco de vulnerabilidade climática que subsidiará o Plano de Ação Climática Local.

A equipe da Sema também falou de ações planejadas, como a proposta de implantação de corredores ecológicos na cidade e a criação do programa para a concessão de incentivo financeiro a alunos de Mestrado e Doutorado, com o objetivo de estimular a realização de pesquisas acadêmicas na área ambiental, que sejam de interesse da gestão municipal, como por exemplo a questão da mudança climática. O projeto de lei para criação da bolsa foi enviado em fevereiro deste ano ao legislativo para aprovação.

Participaram desse primeiro encontro representantes de 10 instituições: Secretaria do Meio Ambiente, Secretaria de Serviços Públicos e Obras (Serpo), Urbes – Trânsito e Transportes, Secretaria de Segurança Urbana (Sesu), Secretaria da Fazenda (Sefaz), Parque Tecnológico de Sorocaba, Universidade de Sorocaba (Uniso), Universidade Paulista (Unip) e Faculdade de Engenharia de Sorocaba (Facens).


Saiba mais