Agência Sorocaba de Notícias

SECOM

Feira Crespa reúne atrações culturais, comércio de artesanato e comidas típicas em celebração à cultura afrobrasileira e ao Dia da Consciência Negra

20 de novembro de 2021 21:06

Por: Rose Campos


 

A Feira Crespa, atração já tradicional na cidade, celebrou o Dia da Consciência Negra (20 de novembro) e voltou a ser realizada, neste ano, pela Prefeitura de Sorocaba, por meio das secretarias da Cultura (Secult) e da Cidadania (Secid), via Coordenadoria da Igualdade Racial.

O evento atraiu centenas de pessoas neste sábado (20), no Parque das Águas, com apresentações artísticas e musicais variadas, além do comércio de produtos artesanais e culinária típica, que contribuem para o resgate da cultura afrobrasileira.

A Feira Crespa visa reunir empreendedores afrodescendentes de Sorocaba, dando visibilidade à sua arte, profissão e colaboração social, além de promover o conhecimento e a valorização da cultura negra.

O chefe de Gabinete da Prefeitura, André Moron, e o vereador Cícero João, prestigiaram o evento. A programação contou, ainda, com o Festival de Black Music “Zilá Gonzaga”, que proporcionou ao público a alegria e a energia vibrante de músicas que convidavam a dançar e cantar junto.

O festival contou com diversas apresentações musicais: DJ Preto, Black Hugo, Dinastia, Marcus Zalves, Claudia Volcov e Banda, Flavinho Batucada e Banda, Spok, Sujeira Urbana, Rodrigo Cataia e Banda, Função C, Banda da Feira, X4, Semente do Samba, X da Questão e Cláudio Silva e Banda.

“A Feira Crespa é um momento, não só de entretenimento, mas também de reflexão, autovalorização e reconhecimento étnico em Sorocaba. E, cada empreendedor traz um pouco das suas africanidades, seja por meio do artesanato, dos tecidos, do cuidado com o cabelo, adereços, comidas típicas, em um verdadeiro desfile a céu aberto, revelando a beleza da cultura preta em nossa cidade”, pontuou Melquisedeque, chefe de seção da Secult, que trabalhou na organização do evento.

“É uma grande oportunidade que a Prefeitura de Sorocaba nos proporciona, cada vez que abre um espaço, como este, para a música e a cultura. Precisamos valorizar, cada vez mais, os artistas sorocabanos”, disse o cantor de Black Music Marcus Zalves.

Jeners, mais conhecido como Jé, trabalha com sucos naturais há sete anos e o seu foi um dos espaços bastante procuradas pelo público no local. “Estou gostando muito de colaborar com a Feira neste dia da Consciência Negra. É um assunto para a gente pensar a respeito todo dia, mas uma celebração, como esta, que está sendo um sucesso, chama a atenção das pessoas para isso. Depois de tanto tempo de pandemia, a galera se uniu para fazer este evento e o público também aderiu. Está perfeito!”, comemorou Jé.

“Há muito tempo a gente não fazia uma feira tão boa como esta. Está ficando cada vez melhor! Estou achando ótima a organização. Da próxima vez, estaremos juntos de novo!”, concluiu Luzia, do espaço do acarajé.

 


Saiba mais