Agência Sorocaba de Notícias

SECOM

GCM e PM estendem até as 6h deste domingo (16) ações da “Operação Saturação” para coibir a realização de “pancadões” e outros eventos clandestinos

16 de janeiro de 2022 10:02

Por: Secom


A Guarda Civil Municipal (GCM) e a Polícia Militar (PM), mais uma vez em parceria, realizaram em Sorocaba novas ações da “Operação Saturação”, a partir das 18h de sábado (15) até por volta das 6h deste domingo (16), sempre com o objetivo de evitar os chamados “pancadões” e outros tipos de eventos clandestinos.

A operação é realizada de forma coordenada em diferentes bairros, sendo que a Guarda Civil Municipal (GCM) concentrou suas equipes no Parque Vitória Régia, onde foram feitas duas autuações de veículos, devido a irregularidades.

Os agentes da Fiscalização de Posturas e da Vigilância Sanitária (Visa), da Prefeitura Municipal, também participaram da ação, vistoriando um total de 11 estabelecimentos, com o apoio da GCM, nos bairros Brigadeiro Tobias, Vila Hortência, Santa Rosália, Vila Fiori, Nova Esperança, Jd. Novo Horizonte, Vila Nova Sorocaba, Jd. Pires e Mello, Júlio de Mesquita Filho, Wanel Ville e Retiro São João. Destes, oito locais estavam fechados, no momento da fiscalização, e os três demais não apresentaram irregularidades.

Além dessas ações, as equipes da GCM realizaram patrulhamento preventivo nas proximidades de próprios municipais e em espaços públicos, em todas as regiões da cidade, para garantir a segurança da população e do patrimônio público. O patrulhamento foi feito em diferentes locais, tais como Estação de Tratamento de Esgoto (ETE) Quintais do Imperador, ruas do Ipanema Ville, Av. Dom Aguirre, ruas de Brigadeiro Tobias, ruas do Jd. Itapemirim, além de várias unidades de Educação e Saúde.

A população pode sempre colaborar com a Secretaria de Segurança Urbana (Sesu) nessas ações e, em casos de perturbação do sossego, eventos clandestinos ou outras irregularidades, comunicar os órgãos de segurança, pelos telefones 153 (GCM) e 190 (PM).

Fotos: GCM/Divulgação


Saiba mais