Agência Sorocaba de Notícias

SECOM

Operação do Procon apura denúncias de demora no atendimento em agências bancárias

16 de abril de 2021 13:27

Por: Eduardo Santinon (esantinon@sorocaba.sp.gov.br)


 

O Procon Municipal de Sorocaba, órgão vinculado à Secretaria Jurídica da Prefeitura de Sorocaba, realiza a chamada Operação Agências Bancárias 2021. O objetivo é apurar casos de demora no atendimento dos munícipes nas agências bancárias da cidade, a partir do aumento na quantidade de denúncias recebidas. A fiscalização ocorre de maneira intensificada desde o dia 9 de abril e irregularidades já foram constatadas, de modo que possam ser buscadas soluções de melhoria.

Conforme balanço parcial da operação, até quinta-feira (15), dez agências bancárias foram fiscalizadas e o Procon constatou três tipos de irregularidades em cinco agências bancárias: tempo para iniciar atendimento acima do permitido (duas agências), fila de consumidores no lado de fora do banco (quatro agências) e não possuir exemplar do Código de Defesa do Consumidor (uma agência).

As quatro agências onde havia fila de consumidores no lado de fora do estabelecimento também foram notificadas para prestar esclarecimentos, além de apresentar planos de melhorias no atendimento. Durante a fiscalização, são averiguados: o tempo para iniciar o atendimento após a emissão de senha, a quantidade de caixas eletrônicos, guichês de caixa e atendentes de mesa disponibilizados, bem como a verificação de clientes aguardando atendimento no lado de fora das agências.

A superintendente do Procon, Cristiane Bonito Rodrigues, informa que o tempo máximo de espera é de 15 minutos em dias normais e 30 minutos em véspera ou após feriados prolongados, dias de pagamentos dos funcionários públicos, vencimentos de contas de concessionárias de serviços públicos e recebimento de tributos municipais, estaduais e federais. “Essa operação de fiscalização é um meio de garantir um atendimento mais humanizado aos cidadãos que buscam presencialmente os bancos”, destacou.

Constatada a situação irregular pelo fiscal, a agência bancária é notificada a prestar esclarecimentos, incluindo as medidas emergenciais e definitivas que serão tomadas para sanar a questão encontrada. As autuações somente são geradas ao término da operação e após consulta à Procuradoria do Município.

A superintendente do Procon destaca que a fiscalização dos bancos ocorre de forma permanente, ao longo do ano todo. “O Procon recebeu 10 denúncias durante todo o ano todo, sobre demora no atendimento bancário. Em 2021, já são seis denúncias até o momento. Ou seja, o cenário mudou e iniciamos a operação para garantir um atendimento adequado ao consumidor”, complementa.

O consumidor que identificar ou suspeitar de irregularidade, pode acionar o Procon, por meio do WhatsApp: (15) 99198-2958.

 


Saiba mais