Prefeitura de Sorocaba assina em Brasília mudança e retomada das obras do Corredor Oeste do BRT

29 de novembro de 2022 13:33

Por: Eduardo Santinon (esantinon@sorocaba.sp.gov.br)


 

 

 

A Prefeitura de Sorocaba está autorizada, pelo Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR), a fazer adequações no projeto e retomar as obras do Corredor Oeste do BRT (Bus Rapid Transit). A assinatura do termo de reprogramação contratual foi feita pelo prefeito Rodrigo Manga e pela secretária nacional de Mobilidade e Desenvolvimento Regional e Urbano do MDR, Sandra Holanda, na sede do ministério, durante reunião realizada na manhã desta terça-feira (29), em Brasília (DF).

A alteração das metas físicas do contrato, no âmbito do Programa Pró-Transporte, já tinha sido aprovada pelo MDR e pela Caixa Econômica Federal (CEF), porém faltava ser formalizada. A principal mudança no projeto original é quanto à alteração de lado da faixa do corredor de trânsito do BRT, para que os ônibus trafeguem à direita da Avenida General Carneiro, assim como no modelo já adotado nas avenidas São Paulo (Corredor Leste) e Antônio Carlos Comitre (Corredor Sul).

“Este momento simboliza a conquista de uma demanda antiga, uma luta que parecia impossível. A alteração de faixa do corredor do BRT, que era um pedido antigo dos moradores e comerciantes situados nas proximidades das avenidas General Carneiro e Armando Pannunzio, vai causar um mínimo de transtorno e assegurar a melhoria no transporte público para toda a população”, enfatizou o prefeito Rodrigo Manga.

Ao todo, serão 10,5 quilômetros de corredores de ônibus, com 36 pontos de parada, mais um Terminal no Jardim Ipiranga e um Miniterminal de Integração no Jardim Tatiana. Os corredores e Miniterminais contarão, ainda, com iluminação com tecnologia de LED, além do recapeamento completo das avenidas General Carneiro, Armando Pannunzio e Américo Figueiredo, mais a Rua Benedito Ferreira Telles.

Com esse novo formato, a Urbes – Trânsito e Transportes estima que haverá um aumento de 35 mil para 45 mil passageiros transportados, por dia, no Corredor Oeste do BRT. “Sorocaba, que já é uma bela cidade e, a partir da assinatura desse termo, recebe mais esse importante mecanismo de desenvolvimento”, destacou a secretária nacional do MDR, Sandra Holanda.

“De fato, hoje é um momento muito importante, pois o novo corredor vai interligar as Zonas Norte e Sul. A previsão é que as obras já sejam retomadas a partir de janeiro de 2023”, adiantou o diretor-presidente da Urbes, Sergio Barreto. Ele também participou da reunião em Brasília, integrando Comitiva que contou, ainda, com o vice-prefeito Fernando Martins da Costa Neto; o secretário de Mobilidade (Semob), Carlos Eduardo Paschoini, e o presidente da Câmara Municipal de Sorocaba, Cláudio Sorocaba.

A aprovação da nova configuração permitirá que o Corredor Oeste do BRT seja expandido em 300 metros, até a entrada do Jardim Tatiana e que seja implantado outro Corredor Estrutural, denominado “Corredor Estrutural BRT – Binário Oeste”. A Urbes detalha que, com isso, o Sistema BRT terá uma melhora na sua capacidade e capilaridade, pois o novo corredor conectará áreas com maior densidade demográfica e, portanto, com alta demanda por transporte coletivo.

As obras também vão contemplar melhorias na sinalização viária e no paisagismo (ciclovias, bolsão de estacionamento e arborização, em conformidade com o Plano Municipal de Arborização Urbana); implantação de sistema semafórico inteligente; adequação dos passeios públicos com acessibilidade; passagem de fibra óptica subterrânea; câmeras de segurança por todo o trajeto, entre outras iniciativas.

A previsão é que as obras do novo Corredor Oeste do BRT sejam concluídas até o fim de 2023. Esse é o terceiro e último trecho exclusivo do Sistema BRT em Sorocaba, oriundo de contrato firmado em 2018, entre a concessionária de transporte e a gestão pública anterior, que já está 70% executado. Antes, o projeto executivo do Corredor Oeste previa o tráfego dos ônibus em faixa exclusiva à esquerda, junto ao canteiro central, o que foi motivo de preocupação de comerciantes locais e de outros agentes envolvidos.

 


Saiba mais