Agência Sorocaba de Notícias

SECOM

Prefeitura realiza série de palestras em escolas da rede municipal com foco na campanha “Maio Laranja”

20 de maio de 2022 17:40

Por: Rose Campos


A Prefeitura de Sorocaba, por meio das Secretarias da Cidadania (Secid) e da Educação (Sedu), em parceria com o Conselho dos Direitos da Criança e do Adolescente (CMDCA), Conselho Tutelar e Grupo de Pesquisa e Assistência ao Câncer Infantil (Gpaci), concluiu, nesta sexta-feira (20), uma série de palestras dirigidas a estudantes do 8º e 9º anos do Ensino Fundamental II.


Nesta sexta, fechando o clico de encontros, alunos do 9º ano da E.M. “Flávio de Souza Nogueira” receberam a palestra com orientações referentes ao Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual Infantil, lembrado em 18 de maio, e que deu origem à campanha nacionalmente conhecida como Maio Laranja. A data foi instituída, a partir da Lei 9.970, de 2000, para ser um dia de reflexão e alerta a toda a população brasileira sobre esse tema de tamanha relevância.


A escolha remete a um caso de abuso dessa natureza praticado contra uma adolescente e que chocou o País, ainda na década de 1970. Desde então, a sociedade vem se organizando e adotando diversas iniciativas, no sentido de evitar que situações, como essa, tornem a se repetir, prejudicando crianças e adolescentes.


Na ação realizada nesta sexta-feira, coube ao chefe de Divisão de Proteção Social Especial da Secid, Luís Carlos da Silva, fazer a apresentação dos participantes e ingresso ao tema para a plateia de alunos. Participaram dessa ação os conselheiros tutelares Laís Antunes de Oliveira e Júlio Almeida Prado, a assistente social do CREAS (Centro de Referência Especial em Assistência Social), Patrícia Torres Salviano, a coordenadora da Escuta Especializada do Gpaci, Beatriz Lopes, e a agente de Proteção Social do Hospital do Gpaci, Melissa Rodrigues Spinelli.


“Como esse é um tema muito delicado, antes mesmo da palestra e durante toda a semana, iniciamos as ações em sala de aula, para que os alunos pudessem saber melhor do que se trata. Buscamos abordar, de forma leve, um assunto que, por si só, é muito denso e difícil. As turmas se empenharam bastante, fizeram pesquisas e produziram as flores, que são símbolo da campanha e foram oferecidas a todos os alunos e palestrantes”, comentou a diretora da E.M. “Flávio de Souza Nogueira”, Thaís Mirela Andrade Reis.


As explanações oferecidas pelos especialistas trouxeram à luz uma série de informações que revelam uma realidade dolorosa de enfrentar. Primeiramente, o fato de que situações de abuso e exploração sexual infantil são muito mais frequentes do que se imagina. E que a maioria dos casos acontece dentro dos lares, com pessoas próximas e que deveriam ser de confiança da criança ou adolescente.


“Para se defender desses abusos, é importante que o assunto seja falado, para que as crianças saibam identificar quando acontece algo assim e possam pedir ajuda”, afirmou a especialista Melissa Rodrigues Spinelli, do Gpaci. “A melhor forma de prevenir é falando a respeito”, completou.


Além dessa escola, as palestras também foram levadas a estudantes do 8º e 9º anos das escolas E.M. “Leonor Pinto Thomaz” (dia 16 de maio), E.M. “Getúlio Vargas” (17 de maio), E.M. “Matheus Maylasky” (18 de maio) e E.M. “Dr. Achilles de Almeida” (19 de maio). No total, cerca de 700 alunos receberam as orientações sobre o tema.


Os alunos também puderam saber que existem vários canais de comunicação para denunciar esse tipo de crime. Para denúncias ou auxílio nessas situações, é possível entrar em contato pelos telefones do Conselho Tutelar de Sorocaba: (15) 3326-0157, 3212-4498 e 125 (este último com atendimento 24 horas).

Fotos: Rose Campos – Secom

 


Saiba mais