Projeto “Bombeiro Educador 2023” tem primeira aula em escola municipal do Centro de Sorocaba e deve formar cerca de sete mil alunos neste ano

15 de maio de 2023 16:22

Por: Rose Campos


 

Memorizar o número de emergência dos Bombeiros, saber sobre a importância de não passar trotes, conhecer as formas mais eficientes de lidar com um caso de urgência e, principalmente, estar ciente dos principais meios de evitar acidentes domésticos. Tudo isso faz parte do conteúdo transmitido e assimilado pelos alunos que participam do projeto “Bombeiro Educador”, cuja primeira aula de 2023 foi realizada na E.M. “Leonor Pinto Thomaz”, localizada no Centro da cidade, nesta segunda-feira (15).

A ação faz parte de uma parceria entre a Prefeitura de Sorocaba, por meio da Secretaria da Educação (Sedu), a Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo e o Corpo de Bombeiros, da Polícia Militar (PM).

O projeto inclui duas aulas, de duas horas cada uma, sendo concluído com uma avaliação. A primeira turma a receber as instruções compreendeu os estudantes do 5º ano do Ensino Fundamental. “No ano passado, cerca de sete mil alunos receberam o treinamento. Neste ano, a meta é semelhante, alcançando alunos de todas as escolas do Ensino Fundamental da rede municipal”, observa o gestor responsável pelo projeto na Sedu de Sorocaba, Rafael Augusto Nunes Silva Amadio.

“O projeto Bombeiro Educador na escola visa à orientação e à prevenção de acidentes domésticos. E as crianças acabam nos ajudando muito, como multiplicadores dessas informações. Porque elas são muito rápidas em captar as informações e fazem perguntas muito interessantes. A função principal dessas ações é ensinar como podem evitar ou, se for o caso, que saibam como agir em situações de emergência”, explica o bombeiro educador cabo Marcelo Rodrigues Paes, que conduz os treinamentos do projeto.

“Esse projeto, além disso, traz conhecimento para ser aplicado, não somente no ambiente escolar, mas também fora dos muros da escola. Porque os alunos costumam compartilhar as informações com a família e amigos, ampliando o alcance das informações. E percebemos, ainda, o trabalho em equipe desenvolvido por eles. Em uma das turmas, vimos, por exemplo, o quanto procuraram envolver e informar um dos colegas de classe, que ainda não fala português. São eles, portanto, que vão transmitir esse conhecimento”, acrescenta a diretora da E.M. “Leonor Pinto Thomaz”, Daniele Tersigni.

A parceria entre os Bombeiros e o Poder Público já é tradicional nessa área e remonta há mais de 30 anos em Sorocaba. “Podemos dizer que se trata de um projeto funcional, pois dissemina um conhecimento que vai acompanhar esses alunos ao longo de toda a vida, podendo ser útil em qualquer momento em que a pessoa precise dessas informações. Por isso, também costumamos chamar os alunos de multiplicadores”, conclui a supervisora de ensino da unidade escolar, Sheila Cristina Bezerra Remedio.

“O projeto Bombeiro Educador na escola tem como objetivo transmitir as lições de segurança em possíveis situações de emergência, tais como incêndios. Sem dúvida nenhuma, é uma prestação de serviço essencial para as nossas comunidades escolares, começando pelos alunos”, destaca o secretário da Educação, Marcio Carrara.

A ação realizada na escola também contou com a animação da mascote dos Bombeiros, um simpático cãozinho dálmata, personagem que chamou a atenção das crianças.

 

Fotos: Rose Campos/Secom


Saiba mais