Agência Sorocaba de Notícias

SECOM

Prefeitura e Saae iniciam obras de desassoreamento do Rio Sorocaba

11 de maio de 2022 16:44

Por: Eduardo Santinon (esantinon@sorocaba.sp.gov.br)


 

 

A Prefeitura de Sorocaba, por meio do Serviço Autônomo de Água e Esgoto (Saae), iniciou, nesta quarta-feira (11), as obras de desassoreamento do Rio Sorocaba. Paralelamente, os trabalhos já estão em andamento no córrego Itanguá e atingiram 50% do total previsto. As iniciativas são uma parceria do Município com o Governo do Estado, via Programa de Revitalização e Sustentabilidade Hídrica – Rios Vivos, gerenciado pelo Departamento de Águas e Energia Elétrica (Daee).

As intervenções ocorrerão em uma extensão de 9,2 quilômetros do trecho urbano do Rio Sorocaba e em 1,6 quilômetro do córrego Itanguá. O apoio técnico dos serviços está sendo realizado pelas equipes do Saae/Sorocaba, enquanto que os recursos e equipamentos empregados são oriundos do Governo do Estado.

O desassoreamento do Rio Sorocaba será executado entre a Radial Norte e a Rodovia Raposo Tavares, em nove pontos com maior acúmulo de sedimentos: Radial Norte, Parque das Águas, Jardim Iguatemi, Rua Saliba Mota, Subestação da CPFL, Usina Cultural, Praça Lions, Terminal São Paulo e Ponte Pinheiros. O volume estimado de material a ser recolhido é de 50 mil m³, durante seis meses.

O primeiro ponto a receber a intervenção, o qual teve a licença ambiental expedida para início dos trabalhos, é a Radial Norte, que tem início na foz de um córrego localizado nas proximidades da confluência das Ruas Luís Braile e Alvarenga Peixoto, no Jardim Brasilândia. O trabalho é executado por meio do uso de uma escavadeira hidráulica, que retira os resíduos do leito do rio, deixando-os na margem para secagem e posterior transporte até área licenciada para descarte.

“Os benefícios dessa ação contemplam a remoção de bancos de areia que causam afunilamento da calha, a melhora no fluxo de escoamento, a redução da possibilidade de sobre-elevação da lâmina d´água e a retirada de 60 mil m³ de sedimentos acumulados nos dois cursos d´água”, aponta o diretor-geral do Saae/Sorocaba, Tiago Suckow.

 

Córrego Itanguá

Já, o desassoreamento do córrego Itanguá está ocorrendo entre a Avenida Riusaku Kanizawa e a Rua Manoel de Camargo Sampaio (Jardim Marli). Os trabalhos tiveram início em 14 de março deste ano, imediatamente após as máquinas chegarem ao município.

As intervenções iniciaram-se nas proximidades da Rua Alpheu Castro Santos, até a Rua Manoel de Camargo Sampaio, em uma extensão aproximada de 800 metros, dos 1.600 metros que estão contemplados. Em abril, uma equipe do Saae/Sorocaba acompanhou vistoria feita por representantes do Daee, que aprovaram o andamento das obras.

Ao todo, já foram retirados cerca de seis mil metros cúbicos de resíduos do córrego Itanguá, equivalentes a 500 caminhões basculantes, dos 10 mil metros cúbicos previstos, os quais estão sendo destinados a local apropriado, no Jardim Sol Nascente.

O serviço é complementar ao desassoreamento de um trecho de 520 metros no mesmo córrego, na região do Itapemirim e Jd. Marli, já executado pelo Saae/Sorocaba, com recursos próprios, em janeiro passado, para atender à demanda emergencial de combate a alagamentos.


Saiba mais