Agência Sorocaba de Notícias

SECOM

Startup incubada no Parque Tecnológico de Sorocaba é selecionada pelo maior programa de aceleração da América Latina

13 de maio de 2021 19:25

Por:


A PiCode Education, startup da cidade, incubada no Parque Tecnológico de Sorocaba, foi aprovada para participar do InovAtiva, maior programa de aceleração da América Latina. Empresas e startups com foco em soluções e ferramentas voltadas à educação passam por um rigoroso processo seletivo que tem como critério, entre outras características, o seu potencial de evolução.

O fundador da PiCode, Lucas Piovani, de 23 anos, comenta que estar na InovAtiva proporciona à startup, além de networking, uma importante oportunidade de crescimento. Ele informa também que, em poucos dias de interação, já foi possível se conectar a outros empreendedores e realizar uma troca de experiências que vem refletindo de forma muito positiva nos projetos em andamento pela empresa.

O programa de aceleração oferece capacitação, conexão e mentorias. Para cada edição – duas ao ano – são selecionados até 400 negócios inovadores, de todos os segmentos, que estejam na fase de validação, operação ou tração. “Nosso objetivo, na InovAtiva, é aprender e, assim, transmitir esses novos aprendizados às escolas”, comenta Lucas. “As palestras e mentorias vão nos ajudar a alavancar, ainda mais, o nosso negócio”, ele revela.

Fundada em novembro de 2019, a PiCode Education está instalada no Parque Tecnológico de Sorocaba e, hoje, conta com oito colaboradores e 15 investidores.

Foi como professor de robótica e coordenador de projetos educacionais que Lucas percebeu as deficiências e os pontos de melhorias nas aulas em que a tecnologia era aplicada. Isso o encorajou a criar a startup, que nasceu com o propósito de resolver três desafios básicos nas aulas de robótica: o alto custo de implantação da ferramenta e da metodologia; a dificuldade dos professores em repassar as atividades e o baixo interesse dos alunos.

Atualmente, a PiCode traz soluções tecnológicas para as escolas: kits didáticos para inserção da robótica no currículo e, até mesmo, plataformas gamificadas de aprendizagem. “Nós não fazemos robôs, as crianças fazem”, este é o lema da empresa que entrega soluções para várias unidades de ensino no Brasil.

O jovem empreendedor explica que, recentemente, a startup foi reestruturada e isso possibilitou ampliar o acesso às ferramentas, sejam elas físicas ou virtuais. “Além da parceria com as escolas, buscamos também levar a robótica e as nossas soluções para dentro das casas, a fim de permitir um aprendizado contínuo, extrapolando o horário escolar”, ressalta Lucas.

“O Parque Tecnológico de Sorocaba, por sua vez, adotou a filosofia de, além de desenvolver e incubar, realmente acelerar as startups, dando oportunidade para o desenvolvimento rápido e sua inclusão nas vitrines do ecossistema de inovação e empreendedorismo, facilitando a captação de recursos, o aprendizado e a projeção, proporcionando cada vez mais musculatura a essas empresas”, comenta Nelson Cancellara, presidente do Parque Tecnológico de Sorocaba.

Foto: Secom/Divulgação


Saiba mais