Prefeitura e Estado assinam convênio para construção de 400 unidades habitacionais da CDHU em Sorocaba

23 de novembro de 2022 18:41

Por: Mariana Campos


A Prefeitura de Sorocaba, representada pelo prefeito Rodrigo Manga, acompanhado do secretário municipal de Habitação e Regularização Fundiária (Sehab), Tiago da Guia, esteve, na tarde desta quarta-feira (23), com o secretário de Estado da Habitação, Flávio Amary, em São Paulo (SP), para a assinatura de convênio com a Companhia de Desenvolvimento Habitacional e Urbano (CDHU), do Governo do Estado, para a construção de 400 unidades habitacionais em Sorocaba.

“Ficamos muito felizes com mais essa notícia positiva para a nossa cidade e quem ganha com essa parceria entre a Prefeitura e o Estado, com certeza, é a população sorocabana. Agradeço ao secretário Flávio Amary por esse convênio com a CDHU”, destaca o prefeito Rodrigo Manga.

A ação integra o Programa de Reassentamento da CDHU, que vai destinar as unidades habitacionais a famílias já cadastradas e inseridas no mapeamento da Defesa Civil de Sorocaba. O prazo de execução do convênio é de 48 meses.

“Assinamos convênio para a construção de 400 apartamentos em terrenos públicos municipais para atender aos que mais necessitam de moradia em Sorocaba. Parabéns prefeito Rodrigo Manga. Fico muito feliz de fazer tudo isso junto com você pela nossa cidade”, declara o secretário de Estado da Habitação, Flávio Amary.

O cronograma do convênio assinado prevê, inicialmente, que a Prefeitura de Sorocaba apresente a demanda das 400 famílias atendidas com a política habitacional, além da seleção de terrenos públicos do Município que serão aprovados pelo Governo do Estado e, em seguida, doados à CDHU para a construção. Em seguida, a Companhia de Desenvolvimento Habitacional e Urbano fará o levantamento planialtimétrico, contratará elaboração de projetos e sondagens, para dar início ao processo licitatório para contratação da empresa realizadora das obras.

“A nossa expectativa é selecionar dois ou três terrenos públicos para a execução dessas novas unidades, para promover a distribuição urbana, e que sejam em locais que já tenham toda infraestrutura necessária para atender essas novas famílias”, explica o secretário municipal de Habitação e Regularização Fundiária, Tiago da Guia.

 


Saiba mais